top of page

Estilos de aprendizagem

Atualizado: 8 de jul. de 2020

Como meu filho aprende?




Estilos de Aprendizagem, não é mais uma nova teoria de aprendizagem, mas estudos que demonstram que cada pessoa tem uma forma própria para ensinar e aprender, relacionando à maneira pela qual as pessoas interagem com as condições de aprendizagem, abrangendo aspectos cognitivos, afetivos, físicos e ambientais que podem favorecer o processamento de informações.

Estudiosos da área se aprofundaram nesta questão. Temos Kolb, com os estilos de aprendizagem, Howard Gardner, o cientista das inteligências múltiplas, entre outros.

É importante que professores e pais percebam que cada um tem sua forma de aprender, seu estimo, seu modo...

Muitas dificuldades de aprendizagem aparecem devido ao aprendente não saber qual é sua forma de aprendizagem, muitas vezes tenta a forma do outro, do professor, dos pais e cuidadores e seus amigos.

O autoconhecimento é a chave para ser um bom aprendiz, pois ao se conhecer podemos modificar nossa forma de estudar e não insistir em métodos ou fórmulas de outras pessoas.

Cada vez que um paciente meu conhece sua forma de aprender, ele ganha autonomia e vira protagonista de seu aprendizado.

Vamos lá? Neste artigo iremos conhecer alguns estudiosos que formularam testes ou rastreios que possibilitam ao aprendiz conhecer seu estilo de aprendizagem.

Estilos de aprendizagem de Kolb

Em 1984, o educador David Kolb apresentou um estudo no qual identifica que podemos mapear o processo de aprendizagem sobre dois eixos: processamento (como fazemos as coisas) e percepção (como pensamos sobre as coisas). Para estruturar seu pensamento, ele construiu um esquema em formato círculo e o chamou de ciclo de aprendizagem.

Kolb complementa os estudos descrevendo o processo de aprendizagem tendo como base um ciclo contínuo de quatro estágios:

Experiência Concreta (agir)

Observação Reflexiva (refletir)

Conceitualização Abstrata (conceitualizar)

Experimentação Ativa (aplicar)





Teoria VAC

Método VAC, foi desenvolvida por Fernald e Keller e Orton- Gilingham e pressupõe que a aprendizagem ocorre por meio dos sentidos visual, auditivo e tátil, ou seja, a maioria dos estudantes possuiu um estilo preponderante ou predileto para aprender os conteúdos das mais variadas disciplinas, podendo ainda haver alguns em que há a mistura equilibrada dos três estilos:

Visual, auditivo e cinestésico.

a) Estilo visual: Neste grupo estão os estudantes que possuem habilidades de conhecer,

interpretar e diferenciar os estímulos recebidos visualmente. A partir da visualização das

imagens, é possível estabelecer relações entre ideias e abstrair conceitos.

b) Estilo Auditivo: Estudantes com estilo auditivo possuem habilidades de conhecer,

interpretar e diferenciar os estímulos recebidos pela palavra falada, sons e ruídos,

organizando suas ideias, conceitos e abstrações a partir da linguagem falada.

c) Estilo Cinestésico: Encontramos neste grupo estudantes que possuem habilidades de

conhecer, interpretar e diferenciar os estímulos recebidos pelo movimento corporal.

Inteligências múltiplas

Gardner fala das inteligências múltiplas. Ele concluiu, a princípio, que há sete tipos de inteligência:

1. Lógico-matemática é a capacidade de realizar operações numéricas e de fazer deduções.

2. Linguística é a habilidade de aprender idiomas e de usar a fala e a escrita para atingir objetivos.

3. Espacial é a disposição para reconhecer e manipular situações que envolvam apreensões visuais.

4. Físico-cinestésica é o potencial para usar o corpo com o fim de resolver problemas ou fabricar produtos.

5. Interpessoal é a capacidade de entender as intenções e os desejos dos outros e consequentemente de se relacionar bem em sociedade.

6. Intrapessoal é a inclinação para se conhecer e usar o entendimento de si mesmo para alcançar certos fins.

7. Musical é a aptidão para tocar, apreciar e compor padrões musicais.

Mais tarde, Gardner acrescentou à lista as inteligências naturais (reconhecer e classificar espécies da natureza) e existencial (refletir sobre questões fundamentais da vida humana) e sugeriu o agrupamento da interpessoal e da intrapessoal numa só.

O autoconhecimento que a teoria das múltiplas inteligências oferece seja mais produtivo para o aprimoramento individual do que os tradicionais testes de Q.I.. Isso porque esses testes costumam medir a memória de curto prazo e um conhecimento limitado.

Os estilos de aprendizagem de acordo com Alonso e Gallego (2002),

Com base nos estudos de Keefe (1998) são rasgos cognitivos, afetivos e fisiológicos, que servem como indicadores relativamente estáveis de como os alunos percebem, interagem e respondem a seus ambientes de aprendizagem.

Os estilos de aprendizagem referem-se a preferências e tendências altamente individualizadas de uma pessoa, que influenciam em sua maneira de apreender um conteúdo. Conforme Alonso e Gallego (2002), existem quatro estilos definidos:

O ativo, o reflexivo, o teórico e o pragmático.

a) Estilo ativo: valoriza dados da experiência, entusiasma-se com

tarefas novas e é muito ágil;

b) estilo reflexivo: atualiza dados, estuda, reflete e analisa;

c) estilo teórico: é lógico, estabelece teorias, princípios, modelos, busca a estrutura, sintetiza;

d) estilo pragmático: aplica a ideia e faz experimentos.

Essa teoria não tem por objetivo medir os estilos de cada indivíduo e rotulá-lo de forma estagnada, mas, identificar o estilo de maior predominância na forma de cada um aprender e, com isso, elaborar o que é necessário desenvolver nesses indivíduos, em relação aos outros estilos não predominantes. Esse processo deve ser realizado com base em um trabalho educativo que possibilite que os outros estilos também sejam contemplados na formação do aluno.

Valéria Tiusso adaptou esta teoria para o universo infantil, transformando em uma forma lúdica e ativa para a detecção e estratégias dos estilos de aprendizagem.

Referência bibliográfica

Gardner, Howard. Inteligências Múltiplas. Artmed. 1995

Tiusso, Valéria – Estilos de aprendizagem, Detecção e estratégias. www.casadoneuropsicopedagogo.com.br. 2020

https://manifesto55.com/estilos-de-aprendizagem-e-o-autodesenvolvimento/#:~:text=Kolb%20tamb%C3%A9m%20definiu%20quatro%20estilos,processar%20e%20compreender%20a%20informa%C3%A7%C3%A3o..

http://www.gestaoescolar.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/sem_pedagogica/julho_2016/dee_anexo1.pdf

129 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page